Sistema de produção de palma forrageira é alternativa para estiagem

O olhar da gestão municipal de Encanto para os agricultores familiares continua. 

O coordenador Francisco Júnior e o vice-prefeito Raimundo Nonato Nogueira (Nonato Guedes) participaram de encontro sobre o plantio e o cultivo da palma forrageira nas duas cidades.  

Até a próxima semana, o município irá receber cerca de 20 mil raquetes/sementes da planta que servirá ao consumo animal, distribuídas pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). O Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (SEAPAC) e o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER) farão o acompanhamento do projeto.

Para Júnior, a ação surge em boa hora. “É uma alternativa na nossa região. Não vejo outra solução”, afirmou, considerando as dificuldades dos produtores na manutenção dos rebanhos em meio à escassez de chuvas. Ele lembra que a palma se adapta bem ao clima local.

As mudas serão cultivadas por gotejamento, técnica racional de irrigação (uso mínimo de água). “Cada hectare é capaz de produzir até 300 toneladas, dependendo do zelo e do cuidado do agricultor”, disse Júnior, que recentemente esteve no município de Lajes conhecendo a implantação do sistema, bem como os seus benefícios ao homem do campo.


Fonte - SAMARA SIBELLI
Secretária de Comunicação

Previous
Next Post »