Larissa Rosado cobra ações de combate ao feminicídio no RN

A cobrança da deputada estadual Larissa Rosado (PSB) se deu através de requerimento apresentado nesta terça-feira, 25, quando solicitou ao Governo do Estado a elaboração de plano de redução do feminicídio no Estado do Rio Grande do Norte.
 
Para a parlamentar, que sempre defendeu à mulher, em diversas formas e intensidades, a violência contra as mulheres é presente e recorrente em nossa sociedade, motivando graves violações de direitos humanos e cometimento de crimes hediondos.

“Cabe, então, ao poder público a elaboração de planejamento estratégico com vistas a enfrentar esse problema social”, reforça.

Feminicídio

O crime de feminicídio é o assassinato de uma mulher, unicamente pela condição de ser mulher, e isso representa a última etapa de uma violência continuada que leva à morte. Suas motivações mais usuais são o ódio, o desprezo ou o sentimento de perda do controle e da propriedade sobre as mulheres, comuns em sociedades marcadas pela associação de papéis discriminatórios ao feminino.

No estado do Rio Grande do Norte, de acordo com o Observatório da Violência Letal Intencional do RN (OBVIO), em 2016 foram registrados 37 feminicídios, uma elevação de 27,6% se comparado com ano de 2015. Durante o primeiro trimestre de 2017, comparado com o mesmo período do ano passado, registra-se uma elevação de 33,3% nesta modalidade de crime.

“É urgente e necessária a intervenção do Estado por meio da adoção de medidas estratégicas concretas e permanentes, que possibilitem a redução do índice de feminicídios no nosso estado”, afirma Larissa Rosado.

Voto de Pesar

Ainda nesta terça-feira, Larissa Rosado apresentou Voto de Pesar pelo falecimento do professor Milton Marques de Medeiros, no último 22 de abril. O Voto deverá ser encaminhado à viúva, Sra. Zilene Conceição Cabral Freire de Medeiros; assim como às filhas Stella, Talliane, Camila e Cibelle.

Previous
Next Post »